A ONU

Como todos sabem, a ONU, é uma organização mundial preocupada em ajudar a resolver problemas e coisas importantes da vida e das sociedades do ser humano em nosso planeta. Mesmo assim a ONU não é perfeita, e volta e meia lança uns comunicados meio “loucos”. Tal qual “em Cuba se respeitam os direitos humanos”. A ONU esqueceu de dizer o mesmo de Coreia do Norte… (é como dizer: “os nazis gostavam dos judeus…”) Dispensamos fazer comentários de tais afirmações estúpidas que desprestigiam a ONU e que são feitas por integrantes marxistas de comissões da ONU. Feitos os esclarecimentos respectivos, parabenizamos a ONU que está fazendo uma campanha mundial com especial ênfase em América Latina sobre a Hanseníase (Lepra). Esta doença é tratável com a morte da bactéria que a provoca. Ficando paralisados e restritos os efeitos provocados pela doença. América Latina deve dar o exemplo de exterminar esta doença do planeta. Para isto os governos devem dar a máxima prioridade. A luta é grande e não menos cansativa e custosa, mas seus resultados são benéficos ao ser humano.

Também a ONU está tratando de conscientizar a desigualdade que existe nos salários de homens versos mulheres de igual nível em América Latina e Caribe. Esta desigualdade que caiu para 15 % nos últimos anos, ainda é considerada elevada e injusta. A ONU não se pronuncia (motivo?) sobre outra “anormalidade”: em Cuba o “salário mínimo” é da ordem dos 20 dólares por mês, enquanto no resto de América Latina é da ordem de 300 a 400 dólares/mês. Muitos dirão que isto depende de cada pais. Outros dirão que em Cuba não existe desemprego. Outros dirão que o custo de vida é muito menor em Cuba. E assim os marxistas justificarão o arrocho salarial ou salário de miséria que pagam aos Trabalhadores nos países ocupados a força pelas ditaduras comunistas, donde falta tudo, tudo mesmo, principalmente alimentos e os não marxistas e suas famílias passam FOME.

Os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos sabemos que o Imperialismo Marxista pretende enjaularmos a todos numa ditadura comunista. Temos ODIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *