A GOTA D’ÁGUA

Os recentes protestos de rua dos cidadãos da Bolívia e do Chile representam a “gota d’água” que faltava para transbordar o “copo da paciência”. A pesar dos dois protestos terem suas origens diferentes, os dois são produto de muitos anos de injustiça suportados de “cabeça baixa”. Na Argentina também houve protestos, mas estes não alcançaram o nível do Chile e Bolívia. Na Bolívia se originaram principalmente pela fraude nas eleições que favoreciam o índio Evo Morales. Todos sabem que o índio caminhava para um quarto mandato seguido, perpetuando-se assim no poder, conforme manda a cartilha do Imperialismo Marxista. Os ditadores sofrem da doença de achar-se os melhores e os únicos de governar um país. A rotação no poder, que é uma das caraterísticas da Democracia, eles cospem nela e ignoram totalmente este princípio. Não são democratas. Ainda mais que no caso de Evo Morales o povo, em plebiscito, já havia dito que não se podia eleger indefinidamente, mas os juízes nomeados e controlados por ele ignoraram a decisão do povo. No caso do Chile, são tantas as injustiças que Pinochet deixou, que o povo ficou anestesiado durante muitos anos. Vejamos dois casos dos milhares de injustiças e aberrações do Chile. As Universidades públicas são custeadas pelo povo e quando o povo manda seus filhos a estas Universidades, tem que pagar mensalidade, porque elas são pagas. Em resumo, o povo paga duas vezes. A Direita não paga nada (manda seus filhos para os USA). Outra coisa injusta: os ricos que ganham mais de 50 salários mínimos por mês pagam o máximo de imposto da renda estabelecido: 35%. (50 SM/35%). Os pobres que ganham 5 SM, pagam 8% (5 SM/8%). A Direita disse que os ricos pagam mais. Será verdade?? O governo pressionado pelos protestos de rua, disse que vai chamar um plebiscito para uma nova Constituição. Agora então é a hora de “independentizar” as FFAA, criando um novo poder da nação: O PODER DEFENSIVO, com real autonomia, com a função de defender a pátria e a Democracia dos inimigos externos e internos. Também é uma boa oportunidade para que a nova Constituição proíba os partidos totalitários, como o nazista e o comunista, por serem ditatoriais. Os Trabalhadores não marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos enjaular numa ditadura comunista por toda a vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *