ARGÉLIA

Soubemos que o Presidente da Argélia Abelazis Buteflika de 81 anos e prostrado numa cadeira de rodas, semiparalisado por um derrame, está se candidatando pela 5ª vez ao cargo de Presidente da Argélia. Não há dúvida que quando uma Democracia é precária, débil ou defeituosa, se candidatar a presidente ou a um cargo do executivo em forma constante é uma ameaça à própria Democracia. Se propicia uma ditadura, uma opressão, um sistema arbitrário, enfim, uma tirania. A rotação no poder é uma necessidade das Democracias, a perpetuação no poder cria injustiças. A “oxigenação política do poder é uma necessidade para evitar as crostas que se formam de cortesões e parasitas”. Normalmente as Democracias não têm os 5 poderes da nação absolutamente independentes, por isso a reeleição indefinida é PERIGOSA.  A rotação no poder, mesmo sendo feita por uma pessoa da linha do ex-presidente, é benéfica. A República do Equador o demonstrou. Alguns dirão que o povo reelege quantas vezes quiser. Isso não passa de uma demagogia barata e de uma mentira estúpida. Se esconde com isto a tirania e se menospreza a Democracia. Alguns dirão que na Inglaterra e na Alemanha o chefe do poder executivo pode se reeleger quantas vezes quiser. Se esquecem de dizer que nesses países não se expropria a propriedade privada, nem os habitantes são condenados à fome, os opositores não são postos na cadeia, não há fanatismo ideológico político contra USA, há respeito pelas leis, pelas pessoas, etc. Não se pode comparar Inglaterra ou Alemanha com os podres governos de Venezuela, Síria ou Bolívia. Os Trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS somos a favor da DEMOCRACIA e LIBERDADE e contra a DITADURA e a TIRANIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *