DIREITO DE REUNIÃO

O Direito de Reunião existe desde tempos imemoriais em todas as civilizações. Também em forma paralela, as ditaduras proíbem este direito quando se trata da oposição. No caso das Democracias, este direito é respeitado e amplamente usado. Quando a reunião é legal, ou seja se cumprem as exigências pré-estabelecidas e existe conhecimento e aprovação das autoridades, principalmente das regionais, então nada acontece a não ser comentar o assunto posteriormente. Mas quando nestas reuniões se infiltram vândalos que destroem o patrimônio público e privado, então o caso é de repressão, mas bem diríamos, de segurança dos demais, principalmente dos comerciantes que tem suas lojas destruídas e saqueadas. Os principais vândalos são os marxistas-comunistas e lúmpen que acusam aos governos democráticos de desrespeitar o Direito de Reunião que eles não respeitam nos países dominados e ocupados por eles. A ditadura comunista de Cuba só permite reuniões para gritar “viva a revolução”. Os democratas quando se reúnem pacificamente, sem nenhum ato de vandalismo, são aprisionados e levados para a cadeia. Os Trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos meter numa jaula de uma ditadura comunista por toda a vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *