ERA NECESSÁRIO

Nas memórias de um general russo, chefe de um setor da Inteligência na época de Stalin, mas que segundo ele – acredite se quiser – não participou das covardias de Stalin e dos comunistas, conta que voltava de sua Dacha recentemente disponibilizada pelo governo de Nikita Kruchev, quando na estrada deserta no meio das árvores viu um senhor caminhando lentamente, meio curvado e com a ajuda de uma bengala. Pensou: o que estará fazendo por aqui esta pessoa?? Ao passar ao lado dele, notou seu rosto conhecido como o de Molotov. Molotov tinha sido – quando jovem – secretário do assassino Lenine e depois secretario do malvado ditador Stalin. Tinha sido um poderoso membro da pirâmide malvada. Mas a pesar de ter assinado, junto com Stalin, milhares de autorizações de fuzilamentos, encarceramentos, torturas, confinamentos em campos de concentração para homens (principalmente democratas), mulheres e até crianças, tinha se safado da responsabilidade, dizendo que Stalin o obrigava a isso, mas que nunca participou da execução (Stalin tampouco e Hitler também não). O General mandou o chofer parar o carro e dar marcha atrás até se encostar com o velho cavalheiro. Conversaram durante um bom tempo. Das coisas mais importantes que se recorda o general, é que Molotov lhe disse que estava aposentado e que já tinha dinheiro reservado para seu enterro. Já o tinha pago (típico dele). O general lhe perguntou por que ele foi cúmplice de todos os crimes de Stalin. Ao que Molotov lhe respondeu: “ERA NECESSÁRIO”. Ao que o General perguntou, era necessário matar meu pai e mandar minha mãe com minhas irmãs pequenas para o inferno da Sibéria?? Molotov baixou a cabeça e continuou sua caminhada sem dizer palavra alguma. O General pensou: Estes comunistas são uma MERDA, algum dia vou escrever um livro e contar tudo isto. A ditadura comunista é perversa. Os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos meter numa ditadura comunista por toda a vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *