FAZER O BEM PARA FAZER O MAL

Outro dia, quando escrevia um artigo contra as FFAA subservientes ao poder executivo e defendendo a sua total independência, apresentava como exemplo ruim disso o caso dos comunistas (todos eles) e mencionava, do outro lado, o caso da ditadura de Pinochet no Chile, que subserviente ao ditador, o apoiaram no seu governo opressor. Gente de direita que gosta muito quando digo verdades do marxismo, não gostou que eu dissesse ou colocasse ou mencionasse o General Pinochet. Dizia eu, que as FFAA deveriam ser totalmente independentes do poder central ou poder executivo e administrar-se por si mesmas para evitar o que acontece na Venezuela, em Cuba e no que aconteceu com Pinochet no Chile. Elas deveriam ser baluartes contra abusos contra a Democracia e a Liberdade, além do mais, defender o país. Deveriam ser o ponto de equilíbrio, o ponto de moderação da Sociedade. Dizia-se este direitista que não se podia comparar Maduro ou Cuba ao General Pinochet, que entregou o poder depois de um limpo plebiscito nacional. O grande mérito de Pinochet, me dizia, é o fato de não haver permitido que Chile virasse uma Cuba, uma ditadura comunista, ausente de Liberdade total. Que tinha conseguido estabilidade e tranquilidade para o Chile. Que tinha trazido uma consistente paz à população. Que tinha quase acabado com os comunistas. O que este defensor de Pinochet não disse é que Pinochet atingiu uma das maiores fortunas do mundo e não fez isso “trabalhando” como os demais Trabalhadores. Que eliminou todos os partidos políticos, inclusive os que não eram comunistas. Que fechou o Parlamento Chileno representando toda a população do país. Que disse que os militares são melhores e mais preparados que os civis, em tudo; que criou a DINA (a Gestapo Chilena) causante de torturas inimagináveis de chilenos de todas as ideologias, que matou os opositores como si fossem animais, que não respeitava nenhum ser humano que pensasse diferente dele, que fez dos Correios e Telégrafos do Chile um centro de espionagem de todos os cidadãos, que fez os ricos ficarem mais ricos e os pobres mais pobres. Que prostituiu e mercantilizou a saúde e a educação públicas. Que perseguiu a todos os que se opunham a ele, dentro e fora do país. Que menosprezou o fato que as boas estatísticas da economia não indicavam melhoria social. Que hoje os comunistas estão mais fortes que nunca, por causa dele. Os Trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos meter a todos, enjaulando-nos, numa DITADURA COMUNISTA por toda vida. Temos ÓDIO e NOJO das DITADURAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *