LEI DO FUNIL

A famosa “lei do funil”, é aquela que DIZ a parte larga é para nós e a parte estreita para os demais, dito de outra forma: “a parte larga é para mim e a estreita para os demais”. Isto quer dizer que quando algo me satisfaz e me agrada, então é bom, é legal, é positivo. Se o mesmo acontece para meu desgosto, então não é aplicável, não é legal. De outro angulo: quando a lei me favorece, então é boa, é legal. Quando não, então é má e ilegal. Esta lei é parecida a “famosa lei de Gerson”: tiro vantagem de tudo e os demais que se virem. Existem pessoas “indigeríveis” do ponto de vista do relacionamento social que praticam abertamente estas duas leis sem escrúpulo algum. Os membros do PT-PC do Brasil dizem que a ex-presidente Dilma foi eleita com mais de 50 milhões de votos. Mas não dizem que ela enganou todos quando prometeu coisas que não fez e fez o contrário. Fez justamente o oposto do prometido, assim que foi eleita. Também não dizem que foi eleita com metade dos votos do PMDB e que apenas do PT-PC foram a metade e não seria eleita a não ser for pelos votos do PMDB do Presidente Temer que agora governa o país. Eles dizem que sacar do governo a Dilma foi um golpe. Todo mundo sabe que foi um IMPEACHMENT 100% legal que não se saiu nem um mm da lei. Eles falam isso porque: a) não sabem o que dizem; b) acreditam em algo errado em forma intencional; c) falam isso por pura maldade política, tentando envenenar o povo; ou d) falam por pura raiva inventando coisas que não são verdadeiras. O mesmo disseram quando houve o Impeachment do presidente “fornicador e imoral”, Lugo em Paraguai. Garantimos que se a Assembleia Legislativa legal da Venezuela destituíra Maduro, diriam a mesma coisa. Agora estes “inefáveis” marxistas-comunistas, dizem que o ex-presidente LULA é um preso político. Jamais reconhecerão que LULA está preso por “ladrão” pura e simplesmente. Os Trabalhadores NÃO marxistas Socialistas Democráticos sabemos perfeitamente que o IMPERIALISMO  MARXISTA  quer nos enjaular a todos numa ditadura comunista. Temos ODIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *