MARIEL

O porto de Mariel de Cuba é um porto que foi inaugurado por Raul Castro junto aos seus leais parceiros pró-marxistas: Ivo Morales de Bolívia, Nicolás Maduro de Venezuela e Dilma Rousseff de Brasil. A louca de Cristina Kirchner (a ex-presidenta pró-marxista) da Argentina, desse período, queria participar mas não tinha dinheiro para colocar. Estes três presidentes deram dinheiro aos comunistas de Cuba a “fundo perdido”.  Somente o Brasil deu US$ 1.000.000,00 de dólares. Este porto tem a vantagem de aceitar navios de grande calado (grandes navios). Tem sido usado muito mais para o comercio “político” que para satisfazer as necessidades básicas do povo Cubano. Dos Trabalhadores. Não nos esqueçamos que para encontrar um lugar onde vendem ovos de galinha em Havana tem que ser recorridas quadras e quadras (mais de meia hora de caminhar) e mesmo assim a venda de ovos é limitada no sendo possível que se compre ovos para toda a família já que os ovos devem ser compartidos. Meio ovo para cada membro. Um quilo de farinha? Nem pensar! Em resumo em Cuba há fome e o porto inacabado usa-se para fazer política com mísseis da Coreia do Norte e o intercambio militar no lugar de acabar com a fome da ilha. O porto de Mariel se dá ao luxo de não aceitar “indenização paga pelo preço de mercado” das empresas que ali se instalar no caso de expropriação. O contrato estabelece que o governo cubano poderá “estatizar quando quiser sem nada pagar”. Nos países dos parceiros não é diferente. Enquanto milhares de Brasileiros morriam por falta de atenção de saúde do governo. Por falta de dinheiro para comprar o básico dos hospitais, a Dilma Rousseff do alto do seu pro-marxismo preferia dar dinheiro a Cuba e os comunistas. Quem sofre com esta política de “canalhas” dos pseudo-marxistas, são os Trabalhadores Brasileiros. Não falamos de Nicolás Maduro nem de Ivo Morales, porque ali a situação é pior. Não é à toa que o ditador Maduro tem descuidado a saúde do seu povo totalmente. A crise de Varíola e de Poliomielite do seu país é produto do seu desgoverno. O Imperialismo Marxista e seu braço político: os comunistas, são os causantes perversos de tudo isso. Os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos sabemos que o Imperialismo Marxista pretende meter-nos a todos numa ditadura comunista na qual todos seremos escravos deles de por toda vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *