MELHOR SER PÁSSARO

Uma vez almoçando com uma senhora cubana em Santiago do Chile, ela me disse que em Cuba era melhor ser um pássaro do que uma cubana qualquer. Fiquei muito curioso com essa afirmativa e parei de comer apenas para prestar atenção ao que dizia, explicando por que disse isso. Ela disse que apesar de que a “libreta” lhe dava quase a segurança de comprar ovos, por exemplo, não tinha em realidade essa segurança nem a garantia real. Tinha que caminhar quadras e quadras onde houvesse um mercado até encontrar um lugar que tivesse ovos no estoque. Só poderia comprar poucos, o que era permitido e nada mais (5 ou 6 para todo o mês). Por isso preferia ser um pássaro do que uma cidadã cubana (a mãe dela havia defendido Fidel para ver o que poderia fazer por Cuba. Morreu decepcionada). Os pássaros iam para onde quiser sem necessidade de vistos do governo (vistos para sair). O visto dela demorou mais de um ano para sair. Não durou três anos como é de costume porque ela era aposentada. Escolheu o Chile porque era o “visto” que tinha menos problemas para sair, porque tinha uma presidenta socialista, amiga de Cuba (do governo cubano) no governo do Chile (a marxista Michelle Bachelet). Não tinha nenhuma preferência especial. Ela falou que, provavelmente, não voltaria mais a Cuba. A filha dela que também era uma emigrada, e que estava nessa oportunidade, disse que não se importava de caminhar muito porque fazia bem para tonificar as pernas. Sentia saudades de Cuba, onde se ganhava pouco, mas se fazia quase nada no banco onde ela trabalhava. Não sei se era honesta ou se dizia isso para “amenizar” a opinião da mãe, já que haviam comunistas nessa oportunidade almoçando conosco. Não gosto de almoçar com comunistas, mas se tratava da casa do meu irmão e sua mulher, ambos dois comunistas. Os trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS somos a favor da DEMOCRACIA a LIBERDADE e a JUSTIÇA SOCIAL. Somos contra as DITADURAS e as TIRANIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *