MORTE

A morte da estudante de medicina, Brasileira, RAYNEIA na Nicarágua do governo comunista do marxista Daniel Ortega não é uma morte natural nem acidental. É um assassinato dos grupos marxistas paramilitares do governo do ditador comunista que está há 11 anos consecutivo aferrado no poder. O governo de Daniel Ortega está cada dia mais para um ditador nos moldes do Imperialismo Marxista do que para uma Democracia. Os grupos ´´paramilitares´´ do governo são uma vergonha só aceita pelos marxistas. Todos se perguntam: como é que os militares nicaraguenses aceitam grupos paramilitares do governo. Grupos que matam e eliminam opositores, pelas armas. Sendo que usam armas de grosso calibre próprias de qualquer exército normal. Tudo é contra os próprios cidadãos. A estudante assassinada por um grupo sandinista do governo comunista era apolítica e a única participação que teve, foi numa assembleia de estudantes na qual criticou o presidente Ortega por não fazer nada programado contra a pobreza do país. Tal vez isto lhe custou a vida em mãos de estes assassinos. A estudante foi metralhada com arma de grosso calibre. Os comunistas de Ortega jogaram a culpa nos guardas privados da Universidade, como se fora este a labor dos guardas. Os comunistas acham que com suas mentiras vão enganar as pessoas esclarecidas. Assim como lamentamos a morte da Vereadora MARIELLE no Brasil, também lamentamos a morte de RAYNEIA, também assassinada por extremistas assassinos. Os Trabalhadores não Marxistas Socialistas Democráticos sabemos que o Imperialismo Marxista em Nicarágua está implantando uma ditadura comunista pior que a de Venezuela do comunista Maduro. Temos ODIO e Nojo das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *