O EXTREMISMO

O Extremismo totalitário tem várias fontes que o alimentam. Sua origem geralmente é por causa de uma oposição feroz contra algo. Muitas das vezes esta oposição é tão má (ou pior) que o que se pretende mudar. O extremismo religioso muçulmano é contra o sistema democrático de liberdade das pessoas agir dentro da lei como bem entender. Os extremistas querem que tudo seja como eles querem. Sendo que esta lei não fere os principais direitos do ser humano. Para atingir seus objetivos usam a força com a máxima energia e todo tipo de truques, mentiras e hipocrisias. Vemos como foi a ascensão de Hitler na Alemanha: um extremismo contra o desordem e crise permanente da Democracia alemã. Sem ir mais longe, temos o caso do extremista de direita pro-militar Jair Bolsonaro, do Brasil, que se elegeu apenas porque era o mais ferrenho opositor do delinquente Lula (que todos falam que “roubava pouco, mas que deixava roubar muito”). Vemos com perplexidade uma foto de Buenos Aires – Argentina, em que uma multidão exibe dois cartazes. Um deles disse: TRABALHO PARA A JUVENTUDE. CHEGA DE FOME” (como na Venezuela). Isto é muito democrático e muito justo, expressar sua angustia pela falta de trabalho como em muitos países existe (em Cuba também existe, mas quem protesta vai parar na cadeia por “contrarrevolucionário”). No segundo cartaz aparece a expressão: JUVENTUDE EM PÉ com a foto do bandido assassino marxista Che Guevara. Está claro que os marxistas e comunistas estão se aproveitando da situação delicada que vive o país para tirar proveito de seus objetivos: METER TODOS NUMA DITADURA COMUNISTA E NINGUÉM PODERÁ PROTESTAR DE AÍ PRA FRENTE. Os trabalhadores não marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista tenta se aproveitar das benesses da Democracia para nos subjugar numa ditadura comunista por toda a vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras e dos APROVEITADORES Marxistas – comunistas, assim como da direita sem vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *