O RELATÓRIO

Desde que a raposa (masculino) assumiu para gerenciar e tomar conta do galinheiro, as galinhas estão sumindo dia após dia. Muitas acordam feridas de morte e morrem. Não comem. Estão muito magras e estão assustadas. Estão traumatizadas. Outras morrem por ferimentos misteriosos. Algumas delas aparecem sem pescoço. Sem cabeça. Um sábio, pediu ao Lobo investigar o fato e fazer um relatório pormenorizado do que estava acontecendo e descobrir o porquê. Eis o relatório: “SR. SÁBIO, AS GALINHAS DESAPARECIDAS, ESTÃO FUGINDO PORQUE OUTRO ANIMAL DE OUTRA FAZENDA OFERECE PARA ELAS MELHORES SALÁRIOS, MELHOR COMIDA, MELHORES PLANOS DE SAÚDE E MELHORES CONDIÇÕES DE EDUCAÇÃO. MAIS LIBERDADE E MAIS SERIEDADE. MAIS DEMOCRACIA. TODOS SABEMOS QUE ISTO É UMA MENTIRA, POIS O GALINHEIRO DO RAPOSA, É O QUE OFERECE MELHORES CONDIÇÕES PARA ISSO. AS GALINHAS QUE ESTÃO MAIS MAGRAS E PARARAM DE COMER A DELICIOSA E ABUNDANTE COMIDA QUE LHES OFERECE O RAPOSA, ESTÃO ASSIM PORQUE DIZEM QUE A MAGREZA AS FAZ FELIZES E MAIS MAGRAS E PARECEM MAIS BELAS. POR ISSO NÃO COMEM. AS GALINHAS QUE APARECEM TODOS OS DIAS MORTAS, É PORQUE SE TRATA DE UM SUICÍDIO COLETIVO PROVOCADO POR UMA SÍNDROME DE IRRACIONALIDADE AVÍCOLA. AS GALINHAS QUE APARECEM COM O PESCOÇO CORTADO OU SEM ELE, É PORQUE AS BRIGAS ENTRE ELAS SÃO DE MATAR. COM REFERENCIA AO GERENTE, O SR. RAPOSA, SÓ TENHO UMA RECLAMAÇÃO QUE FAZER: ELE ESTÁ MAIS GORDO E PERDENDO A SILHUETA (SEM DIZER QUE SEU RABO ESTÁ MAIOR E MAIS AMARELO).SE É DEMITIDO, O “CHUPACABRAS” MATARÁ TODAS AS GALINHAS QUE SOBRARAM”. Fim do relatório do Lobo sobre a atuação do gerente de galinheiro Sr. Raposa e as galinhas com problema sob seus cuidados. (Este relatório é sem lugar a dúvidas igual ao relatório que fará a Sra. Michele Bachelet (SOCIALISTA MARXISTA) das Nações Unidas, solicitado pelo Sábio presidente da ONU, sobre o Ditador Maduro e os cidadãos de Venezuela). Os Trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos meter a todos numa ditadura comunista por toda vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *