PERVERSIDADE EXTREMA

No mundo é raro ver atitudes de perversidade, principalmente nos governos, já que se supõe que eles administram seus países visando a felicidade, conforto, segurança e suprindo as necessidades básicas de todos. Muito menos contra os seus próprios cidadãos. Maduro negou a entrada em Venezuela da ajuda humanitária de remédios e comida ao povo que morre de fome por falta de alimentos e morre nos hospitais por falta de remédios. Isso decorre porque ao desquiciado regime marxista de Maduro e sua gangue de mafiosos pouco lhes importa o povo. A desculpa de que a ajuda humanitária é um “cavalo de Troia” é ao menos ridícula. Que poderão fazer contra a ditadura alimentos e remédios? Nada. Mas são muito necessários para o povo abandonado pelos comunistas do governo. Vimos durante a Segunda Guerra Mundial como o ditador Stalin proibiu a população civil de abandonar Stalingrado para escapar dos nazistas. Quase 50% dos habitantes foi vitimado por esta decisão. Vimos como Hitler, ordenou a inundação pelas águas dos subterrâneos do metrô de Berlin só porque os russos vinham por ali. Pouco importou a morte de mulheres e crianças que ali se refugiavam. Vimos como o chacal ditador da Síria Bashar Al Assad bombardeava populações civis em seu país, com apoio dos russos de Putin, matando indiscriminadamente civis inocentes. Então, com a decisão do ditador de Venezuela, Nicolás Maduro e os marxistas que o apoiam dentro e os marxistas do PT do Brasil, vemos que a maldade tem chegado a um extremo. Isso é porque principalmente Maduro é apoiado pelo pior que o mundo já conheceu: o marxismo e a ditadura. Os trabalhadores NÃO marxistas Socialistas Democráticos lutamos pela DEMOCRACIA e temos ÓDIO e NOJO das DITADURAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *