REFORMA TRIBUTÁRIA

Muitos países do mundo fazem reformas tributárias para adequar-se aos novos tempos. A maioria destas reformas prometem não aumentar a “carga tributária” dos cidadãos (os únicos que pagam impostos direta e indiretamente). Dizem os governantes que, em compensação, estas reformas vão facilitar a vida das pessoas e empresas diminuindo o número de impostos a pagar. Una ínfima parte destes países, após a reforma, diminuem a carga tributária, mas a maior parte deles a aumenta. Por isso a expressão “reforma tributária” é sinônimo de “aumento de impostos”. Alguns países da Europa, principalmente do Norte da Europa, a carga tributária é enorme, chegando até 45%. Mas em compensação, o cidadão recebe em serviços a totalidade do dinheiro de volta. Não pagam nada, nem saúde, nem educação. E são de primeira qualidade. Na América do Sul se paga muito y se recebe de volta muito pouco. Muito vazamento é descoberto ano após ano. A corrupção chega a níveis escandalosos. Desde personagens da esquerda até da direita. Todos roubam ou deixam roubar. Por isso, uma reforma tributária deve se comprometer a cobrar menos impostos que antes da reforma e aplicar melhor o dinheiro que é gerado pelos impostos do PIB. O dinheiro a “fundo perdido” que é aplicado como assistência social deve ser todo aquele dinheiro disponível sem considerar os empréstimos do exterior. Porque ninguém deve esquecer que dinheiro emprestado hoje, amanhã tem que ser pago. Se não temos dinheiro hoje, amanhã também não. Se não pagamos, então nossos filhos terão que pagar. O correto, o certo, é viver com o que se arrecada. Se arrecadamos pouco, viveremos modestamente. Se arrecadamos muito, viveremos melhor. Se aplicarmos a “justiça social” melhor ainda. Nos países comunistas se arrecada NADA, por isso vivem miseravelmente. Por que não arrecadam nada? Porque eles são inimigos do lucro, ou seja, matam os ovos da galinha, por isso não tem frango. Por que nada muda para melhor? Porque quem propõe algo novo e melhor é acusado de “revisionista”. Se insistir então é contrarrevolucionário. Se gritar, vai para a cadeia, acusado de “inimigo oral”. Isso é a ditadura, pura e simples. Que ninguém se engane. Os Trabalhadores não marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS sabemos que o Imperialismo Marxista pretende por todas as formas nos meter numa ditadura comunista por toda a vida e nos fazer levar uma vida miserável junto com as nossas famílias. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

SABIA QUE O SOCIALISMO DEMOCRÁTICO É PARTIDÁRIO ABSOLUTO E COMPLETO DAS DEMOCRACIAS E INIMIGO DAS DITADURAS?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *