SOPHIA

Sophia Turkiewicz é o centro do documentário sobre sua vida “ERA UMA VEZ MINHA MAE” dirigido por sua filha. Desde muito jovem, ficou órfã e foi expulsa de casa aos 11 anos na Polônia pela sua madrasta. Vagou e ficou nas ruas das cidades até ser deportada na Segunda Grande Guerra pelos Russos comunistas. Foi enviada num vagão de animais junto com outros poloneses para a Sibéria, onde foi escravizada pelos comunistas. Neste caso, pelos russos comunistas. Ou pelos russos que obedeciam aos comunistas. A exploração de homem pelo homem, a igualdade entre os homens, a justiça social, eram todas frases estúpidas de propaganda que havia que esquecer e não praticar. Eram frases para os idiotas acreditar. Depois de muito sofrer nas mãos dos russos, foi libertada e fixou residência na Austrália. Seu sofrimento nas mãos dos comunistas russos demonstra uma vez mais que o marxismo “intoxica” de maldade e crueldade as pessoas que antes eram normais. Os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos sabemos perfeitamente que o Imperialismo Marxista tenta por todos os meios nos fechar numa ditadura comunista. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *