FILHOS DA PÁTRIA

Com este nome vi na TV um filme-documentário de Gastão Coimbra, sobre alguns soldados da FEB que combateram na segunda guerra mundial na Itália ao lado dos aliados. Vi o triste fim de uma companhia Brasileira, incluindo seu bilíngue (português-alemão) cinegrafista. Este grupo de soldados foi o segundo grupo que chegou ao Monte Castelo, de difícil posição para conquistar, ocupada pelos alemães. Neste filme se mostra como os brasileiros, um grupo de apenas três deles (e seu cinegrafista) caíram sob as balas dos alemães que eram mais de 50 (muito maior número). Um verdadeiro ato de valor. O único sobrevivente de esta carnificina foi o cinegrafista que foi enviado para recuperação num hospital pelos Brasileiros que o encontraram moribundo. Este cinegrafista caiu morto – mais tarde – por balas de uma metralhadora de um jovem alemão, soldado de guarda da 148° Divisão da Wermacht na Itália minutos depois de ter encontrado o quartel geral da Divisão alemã. Ao se renderem, mais tarde os alemães, em sua homenagem, filmaram a rendição aos Brasileiros, e entregaram seus pertences aos Brasileiros, inclusive sua câmera. Pelos filmes de esta câmera e através deles é que se fez quase todo o filme-documentário. É de partir o coração a cena, quando um soldado Brasileiro conta para a namorada Italiana, que seu namorado soldado Brasileiro tinha sido morto pelos alemães. Ela cai de joelhos em prantos … Aí que a gente descobre que a guerra é pior que a ´´peste negra´´…Lembro aos esquecidos, que os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos, somos contra TODAS as guerras que matam inocentes e cercam a juventude das pessoas, sem contar que provocam o sofrimento das mulheres e das crianças. Que são os que pagam o pato junto com os Trabalhadores.  ISTO ESTÁ ESCRITO NO NOSSO MANUAL: ´´MANIFESTO SOCIALISTA DEMOCRATICO´´. Temos ODIO e NOJO das ditaduras e das guerras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *