O LEQUE DO ÓDIO

O ódio é um sentimento desagradável para quem odeia. Muitas vezes ele é inevitável. Os cristãos sabemos que não devemos odiar a ninguém, mas como é difícil de se evitar, odiamos. Por que odiamos? O por que é algo muito difícil de se explicar.  O que odiamos é mais fácil de se explicar. Normalmente odiamos certos fatos da vida e, principalmente, quem os provoca, o executa em forma consciente e maldosa. Os Trabalhadores Socialistas Democráticos, por exemplo, odiamos as ditaduras e também “quase odiamos” aos que a praticam e “detestamos” aos que a defendem. Odiamos a injustiça social, a mentira, o engano, a demagogia, a falsidade, a arrogância, a perversão, a falta de justiça geral, a maldade, a falta de emprego, o abuso, a prepotência, etc. Coisas estas típicas das ditaduras, sejam estas de qualquer tipo: religiosas, marxistas, comunistas, militares, personalistas, fascistas, nazistas, etc. Enfim, odiamos todas as ditaduras. Vejamos o caso dos marxistas e dos comunistas. Desde e primeira edição do Manifesto Comunista de Carlos Marx, vemos a “ira” e o “ódio” escrito nas entrelinhas do texto ESCRITO POR ESTE “TRANSLOUCADO” CORROÍDO PELO ÓDIO. Esta ira e este ódio é transmitido de geração para geração pelos seus seguidores. De pai para filho o igual como se transmite a religião. É muito raro o caso que um filho de pai marxista-comunista não o seja, não pense igual a seu pai. No caso das esposas, é o mesmo. Muitas vezes este ódio é aumentado, aumenta o leque da odiosidade. Eles odeiam a todos os que são melhores do que eles como pessoas, sem importar se esta superioridade é “natural”. Eles acham que toda superioridade tem causa “social”. Odeiam aos que se esmeram na vestimenta porque parecem não ser trabalhadores braçais, parecem capitalistas. Nos países comunistas, este ódio é chamado oficialmente de “inveja”contrarrevolucionária. Eles odeiam aos que triunfam na vida, por seus próprios méritos ou não. Eles odeiam aos que tem mais do que eles. Nos países livres Democráticos, eles odeiam aos que se opõem a eles, são completamente intolerantes. Eles odeiam aos empresários, seja do tamanho que for. Odeiam aos comerciantes, seja do tamanho que for.  Odeiam aos “cuentapropristas”. Odeiam aos que contratam Trabajadores e aos que não contratam. Odeiam aos profissionais de alta renda. Odeiam aos Trabalhadores que não acreditam no perverso marxismo. Odeiam aos Trabalhadores que não seguem a eles. Enfim, os marxistas e comunistas tanto quanto os fascistas dizem que não odeiam nada e nem ninguém. Isso mostra como são MENTIROSOS, CÍNICOS e HIPÓCRITAS. Os Trabalhadores não marxistas Socialistas Democráticos sabemos que o Imperialismo Marxista pretende nos meter numa jaula de uma ditadura comunista por toda a vida. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *