UM PROBLEMA DE DIFÍCIL SOLUÇÃO

Sempre o desemprego nos países foi um problema de difícil solução. Os Socialistas Democráticos reconhecemos que este é um dos mais difíceis problemas para resolver com praticidade, sem machucar um país inteiro. Em Cuba, por exemplo, os comunistas tentam resolver o problema dando empregos ridículos e sem nenhum valor as pessoas. Exemplo. Ler o jornal comunista por alto falantes quando os operários trabalham. Pessoas para anotar as horas em que os taxis retornam a seu ponto de encontro. Duas pessoas a mais que o condutor nos ônibus como eletricista e mecânico de emergência em cada veículo e em cada viagem. Anotar o nível da máquina expendora de refrescos nas lanchonetes. Olhos e ouvidos da revolução (milhares de espiões dentre a população). Observador do mar (espiões a beira das praias). Degustador de comidas, bebidas e alimentos dos estabelecimentos de comida, etc. Como se vê, assim é fácil acabar com o desemprego. Somente que assim se quebra um país: gastando muito e não fazendo nada util. Será que o mesmo vai acontecer na Argentina?? A Direita acha que deixando entrar mais dinheiro ao país (mais investimentos) se acaba com o desemprego. Crasso erro. Somente assim os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres. Outros dizem que somente a educação resolve. Crasso erro. Se todos fossemos médicos, engenheiros e advogados, acabaríamos com o desemprego?? O desemprego somente acaba fazendo mais empresas, muitas mais. Há que fazer mais empresas a qualquer custo. Como fazer?? Temos que pensar numa forma viável para que isso seja possível (se lembram da Alemanha que criou tantas empresas que não havia operários alemães suficientes para fazê-las funcionar e tiveram que trazer de fora? De Turquia e de outros países). Não adianta meter a todos os desempregados nas FFAA porque assim não haverá ninguém para produzir dinheiro para pagar os soldos. Numa ditadura, especificamente a comunista, o problema se resolve quebrando o país e levando todo mundo à miséria (sem falar que viram escravos sem liberdade). Os Trabalhadores não marxistas SOCIALISTAS DEMOCRATICOS temos certeza que o Imperialismo Marxista pretende nos meter a todos, por toda a vida, numa ditadura comunista junto com nossas famílias. Temos ÓDIO e NOJO das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *