UMA HISTÓRIA VERÍDICA

O seguinte texto é uma carta enviada por mim a meus filhos que hoje são adultos, estão longe de mim e podem entender melhor. Os nomes em MAIÚSCULO estão alterados para preservar o sigilo.

A origem da TITAN foi por uma necessidade. A necessidade de sobreviver num mundo egoísta e cruel. Um mundo sem sentimentos humanos. Falta de humanismo. Eu estava desempregado e o Capitalismo Selvagem que imperava no BIRU não tinha seguro desemprego. O dinheiro economizado foi investido na criação da TITAN como forma de criar “algo” (uma empresa) que pudesse dar algum dinheiro para sobreviver. Fiz uma empresa que faria o único que eu sabia fazer bem: PALITOS. Partimos devagar e bem pequenos, até chegar hoje (31 anos depois) a uma empresa que fatura 500 mil dólares anuais com 10% de lucro líquido, 25 mil para minha esposa e outros 25 mil para mim. Pagamos todos os impostos legais nossos e dos empregados e entregamos ao governo (ao final é dinheiro dele). Ficamos durante os primeiros 20 anos sem receber ou retirar os lucros. (100% reinvestidos) Pegamos o necessário para nós e o resto era para a empresa. Passamos momentos difíceis. Não pude dar aos meus filhos um bom carro ao chegar eles à Universidade como eu queria (e eles mereciam). Apenas uma motoca Mobilette de 50 cc para os meninos e uma bicicleta para as meninas. O lucro bruto da empresa é de 100 mil dólares anuais, mais ou menos (suspeito que é mais, mas minha esposa que administra toda a empresa, não dá a ninguém informação disso, nem a mim). A metade disso: 50 mil é reinvestido na empresa. Desta forma a empresa fica mais sólida, maior, mais consolidada, mais segura, mais estável, melhor, etc., e pode seguir garantindo o emprego para os 10 funcionários e suas famílias (50 pessoas mais ou menos).  Segundo os eruditos, as empresas se dividem em lucrativas e sociais (não lucrativas). Uma fábrica de lavadoras de roupas é lucrativa e poderá ter “autocrescimento” só se tiver lucro. Se o que se quer não é o lucro e apenas que as donas de casa tenham uma máquina de lavar no lugar de elas mesmas molharem a barriga no tanque, então a empresa é social e não haverá dinheiro para crescer ou melhorar, a não ser que alguém de fora ponha dinheiro para isso. As empresas que tem que dar Lucro ou como os comunistas chamam “plusvalia”, parte substancial desse valor tem que ser reinvestido, do contrário, definham e perecem (morrem ou são vendidas para outros mais competentes). Adam Smith já falou a respeito. Gostemos ou não, a coisa é assim no Capitalismo. A alternativa seria o comunismo. Os comunistas mantém as empresas com dinheiro tirado (roubado)  de todos os cidadãos (semiescravos) do país e ponto final. Todos pagam todas as coisas, usem ou não usem. Necessitem ou não. Por isso nos países comunistas a pobreza é geral. Sem falar que mantém uma férrea ditadura total. Os Trabalhadores Não Marxistas sabemos que o Imperialismo Marxista quer nos meter a todos numa Ditadura Comunista. Temos Ódio e Nojo das ditaduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *