WHO PUT THE BELL ON THE CAT?

Esta célebre frase é parte de um conto norte-americano que, traduzido, diz: QUEM IRÁ PÔR A CAMPAINHA NO GATO? Esta ideia de colocar uma campainha no pescoço do gato para alertar os ratinhos que o gato vem para comer todos, é uma ideia dada como solução por um ratinho muito esperto numa assembleia deles. Só que ante a pergunta acima, ninguém se manifestou como voluntário para colocar a campainha no gato devorador e malvado. Na política, também acontece algo parecido. Até agora ninguém se atrevia a enfrentar com coragem as hordas pecaminosas do PT no Brasil. Roubava e deixava roubar. Muito pelo contrário, os demais partidos cortejava-os, buscando cargos bem remunerados e, principalmente, cargos com “prêmios” para o PT e para os bolsos deles. Jair Bolsonaro foi o principal (não o único) adversário que teve a coragem de dizer coisas ao PT de igual teor que os membros do PT diziam e usavam contra os demais. O PT vivia (e ainda vive) endeusando as DITADURAS fedorentas marxistas de CUBA, Venezuela, Nicarágua, Bolívia, Coreia do Norte, etc., e os demais Partidos Democratas (?) não dizem nada, ficam calados – ditaduras que oprimem os trabalhadores e nenhum Partido Democrata diz nada. Jair Bolsonaro teve a valentia, a clareza e a vontade de sair em defesa da DEMOCRACIA contra a hipocrisia do PT, do PC e do PMDB (agora MDB). Por isso, Jair Bolsonaro é Presidente do Brasil. Muitos (a maioria) dizem que aguentar Jair Bolsonaro VALE A PENA (por isso há que apoiá-lo) para manter afastado o PT e a marxista Crazy Hoffmann e o pro-marxista de Lula. Os trabalhadores não marxistas socialistas democratas apoiamos Jair Bolsonaro contra as ditaduras e somos contra ele nas decisões pouco-sociais que preconiza, tais como a redução de 30% nas verbas para a educação. Somos pelas Democracias e contra as ditaduras. Somos pelo avanço da justiça social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *