O PARAÍSO CUBANO

Para muitos seres humanos “masoquistas” Cuba representa o Paraíso Terrestre. Para os cubanos cujo maior sonho de consumo é um prato de comida farto, Cuba é apenas a terra deles. Muitos acreditam que, como lhes é ensinado desde pequenos, “Cuba é um paraíso e o resto do mundo é o Inferno”. Para muitos cubanos, ser preso por ir de uma cidade a outra da ilha é absolutamente normal. É proibida a “Migração Interna não autorizada” (Decreto 171). Que a educação e saúde sejam grátis para todos, é bom, más para os comunistas do governo existe um sistema especial de saúde com hospitais próprios e camas com lençóis limpos. Essa diferença (privilegio) é normal para os cubanos. Falar que os membros do governo são “parasitas” é punível com cadeia por atitude “contrarrevolucionária”. Acompanhar um turista mostrando a cidade de Havana é proibido, o que pode ser feito somente pela “Cubatur”. Ninguém pode ter celular ou internet conectado a uma empresa estrangeira, somente conectado à “Telecable” (do Governo). Do contrário: cadeia! Sair do país? Não pode. A autorização pode não sair nunca. O tempo médio é de três anos para casos de não contrarrevolucionários. Se ficar fora mais de dois anos, não pode entrar mais. Gostaria de viver num país assim? Onde os comunistas têm direito a comer 15 ovos por mês e os demais cinco (apenas cinco). Onde sugerir a abertura para mais partidos políticos é considerado uma aberração antirrevolucionária condenada por lei. Onde todo o mundo, em especial os trabalhadores, tem que ser comunistas ou ficar de “bico calado” (cabeça baixa). Onde a Partido Comunista de Cuba (Força Superior do povo), seguindo as diretrizes do Imperialismo Marxista, mantém uma ditadura tipo nazista que deve ser considerada uma bênção, senão será considerado um antirrevolucionário. Os Trabalhadores NÃO marxistas SOCIALISTAS DEMOCRÁTICOS defendemos a DEMOCRACIA, a LIBERDADE e a JUSTIÇA SOCIAL. Somos contra as DITADURAS e as TIRANIAS. Morte ao maldito comunismo. Mais justiça social!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *