A FILOSOFIA SOCIALISTA DEMOCRÁTICA

Como todos sabemos, a Filosofia é a ciência (alguns dizem que não é uma ciência) que nos ensina a pensar sobre as coisas da vida. O objetivo final da Filosofia é apresentar ao ser humano una justificativa (na verdade uma interpretação) e uma resposta a numerosas perguntas que se fazem sobre a vida. Si pensarmos detidamente, a Filosofia fornece respostas e estas são apenas simples propostas, não são verdades absolutas nem comprováveis. Exemplo: “todos os homens nascem iguais”.  Se pensarmos bem, isso não é verdade, mas é um desejo. O filho rico e/ou de família poderosa já nasce rico e poderoso e o filho do pobre já nasce pobre e com destino incerto. Isso acontece no comunismo (o filho e o neto de Fidel ou Raul Castro já nascem com o direito de andar (possuir) num carro Mercedes Benz esportivo e jamais passar fome, levando uma vida de bon vivant. E o filho de um simples operário talvez algum dia possa até comprar uma bicicleta – se tiver sorte e ser um comunista de carteirinha e passar muita fome durante sua vida miserável, fazendo muitas horas extras como “voluntario vermelho”. Também acontece algo parecido no capitalismo e nas ditaduras religiosas, como no Talibã.

Na Filosofia Socialista Democrática se pretende mostrar que é possível viver em liberdade numa Democracia e resolver todos os problemas sociais (Acredite quem quiser). Para isto é recomendável seguir alguns preceitos pré-estabelecidos (são apenas oito). Mas o objetivo fundamental é FAZER FELIZ A VIDA DE TODOS sem necessidade de estabelecer uma ditadura que tudo proíbe (principalmente a LIBERDADE) e fornece muito pouco. A Filosofia Socialista Democrática rejeita categoricamente o “evangelho” dos comunistas: ODEIA AO QUE TEM MAIS QUE TU. Em compensação, estabelece que devemos odiar a injustiça social, odiar a pobreza, odiar a miséria, odiar a falta de oportunidades para todos, odiar a opressão das ditaduras, o abuso, a corrupção. Devemos AMAR a justiça social, a liberdade e a DEMOCRACIA. Respeitando tudo e todos, principalmente a quem nos respeita do mesmo modo. Por isso os que seguimos essa filosofia somos partidários de proibir os partidos antidemocráticos, como o comunista e o fascista, até eles nos dar o direito igualitário nos países donde governam.

Um dos expoentes dessa filosofia era o professor politólogo e sociólogo Italiano NORBERTO BOBBIO, que nos mostra que uma ditadura não é necessária para aperfeiçoar constantemente a DEMOCRACIA, para fazê-la melhor e mais justa socialmente.

Quanto ao aspecto econômico, acreditamos que é possível “tolerar” um “capitalismo misto” no lugar de um “capitalismo 100% estatal”, até que seja inventado um sistema melhor que esses dois, já que todas as sociedades precisam absolutamente de um capitalismo para funcionar.

Dizem que a Filosofia Socialista Democrática rejeita o comunismo. Sim, isso é verdade, pois o comunismo representa a falta total de liberdade, representa o EGOÍSMO em seu grau máximo, pois somente eles (os comunistas) se permitem o direito de ter um partido político, somente eles se permitem o direito de mandar em todo e em todos, somente eles se permitem o direito de administrar o país, dizem que somente eles dizem a verdade e que todos os demais mentimos, são intolerantes TOTAIS, não aceitam que ninguém opine diferente deles, etc. Aos Trabalhadores que pensamos assim, eles nos chamam de “lumpen”. Por aí se vê o quanto são intolerantes.

Os que professamos a Filosofia Socialista Democrática podemos pertencer a qualquer partido democrático (de direita, centro ou esquerda) sem perder nosso objetivo principal: resolver os problemas da sociedade em Democracia e liberdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.